Alma Viajante…


Beija-flor Cigano

Pássaro

Livre como o vento,
Assim é minha alma viajante,
Um pássaro peregrino voando em
Todas as direções,
Sobre a estrada ou em alto-mar,
Cumprindo o sagrado destino…

E em minhas andanças venho
Lutando, perseverando,
Às vezes sofrendo,
Mas aprendendo
A contornar os obstáculos pelo caminho,
Sem jamais perder a esperança,
Afinal, sou eterno aprendiz,
É a vida quem diz,
Disso não me engano,
Na simplicidade,
Um caminheiro cigano…

De outra coisa tenho certeza,
Tudo vale a pena, pois,
Neste mesmo caminho, existem as belezas
Da geradora mãe natureza
Com sua incomensurável riqueza,
Concebida com Amor
Pelo grande Pai e Arquiteto Criador…

Exemplos dessas belezas,
São os fenômenos naturais,
Como o crepúsculo do sol
Com seus raios de luzes avermelhados
Se pondo de mansinho na linha do horizonte,
Um rubro espetáculo, divino…

São prenúncios,
Prelúdios
Místicos
De uma noite serena, enluarada,
E encantada…

É o momento de quietude
Da minh’alma cigana,

View original post 153 more words

2 thoughts on “Alma Viajante…”

  1. Thank you my friend for sharing my poem in your blog, and among your followers, my heartfelt thanks. Have a week full of peace and many blessings. Fraternal hugs! I’m sorry for my english.

    Like

Comments are closed.